Category Archive: Publicação

Qual o momento certo para divulgar uma obra? – por Eduardo Kasse

Divulgação

Qual é o momento certo para divulgar uma obra?

Em tempos de turbilhões de informações, timing é tudo.

Que hoje os escritores precisam ser mais proativos e interagir melhor com o público e com formadores de opinião, seja pessoalmente ou via redes sociais, todos já sabemos. Esse assunto, inclusive, já foi discutido à exaustão.

Agora uma dúvida que sempre surge: qual é o momento certo para divulgar um novo livro?

Bem, não há receita de bolo para isso – aliás, as fórmulas para o mercado atual estão cada vez mais imprecisas –, o que temos são algumas dicas e boas práticas de marketing e de postura.

  • Não fale se não tem certeza

A ansiedade é grande. A vontade de compartilhar com os amigos e o mundo também, entretanto se você deseja credibilidade não adianta atirar para todos os lados.

Conheço autores que postam coisas do tipo:

“No dia 10 sai o meu novo livro, O Abacate Assassino de Freiras. Não percam.”

“Adiamos o lançamento do O Abacate Assassino de Freiras para o dia 20”.

“Puta merda, O Abacate Assassino de Freiras ficou só para o próximo ano. Que saco!”

Esses são típicos exemplos de comunicação vazia. Ou pior: improdutiva.

Precisamos nos lembrar de que o nosso nome é a nossa marca e devemos zelar por ele. Os leitores acompanham as nossas comunicações e passar segurança e precisão são atitudes profissionais.

E essas ajudam na percepção de valor da marca.

  • Vivemos na Era do Imediato, então prudência quanto aos prazos

Mesmo com a certeza sobre o lançamento do livro, não adianta “apresentá-lo” ao mundo de forma muito adiantada.

As pessoas têm memória curta e também trocam o foco da atenção muito rápido.

E se não tiver algum link para uma sinopse, teaser, pré-venda etc. a comunicação fica inócua.

Então, o que pode ser feito é: algumas doses muito sutis dias antes do período de divulgação oficial. Dê um gostinho que apenas instigue o paladar. Deixe as pessoas com vontade, com a ideia de: eu preciso desse livro para ser feliz.

Parece exagero, mas é o que os publicitários fazem nas campanhas. E o livro também é um produto – ressalto essa ideia, pois muitos autores o veem como algo sobre um pedestal, envolto em uma aura dourada.

  • Chegou o momento. Diversifique!

Pré-venda estabelecida, livro na gráfica, comunicações oficiais começando a serem disparadas para as mídias, chegou o momento de pisar no acelerador.

Mas isso não quer dizer gritar COMPRE, COMPRE, COMPRE em todos os nossos canais e com uma insistência irritante.

Hoje as pessoas estão mais exigentes, experientes e experimentadas, assim é preciso dar antes de pedir algo em troca.

E como fazemos isso com o nosso produto?

Oferecendo conteúdos diversificados e relevantes.

Trechos do livro, posts falando sobre o processo criativo, algumas experiências que podem ser compartilhadas sobre as pesquisas, vídeos, enfim, invente! Afinal você é ou não é um profissional criativo? ;)

Envolva as pessoas, interaja com elas, torne-as parceiras e motive-as a disseminar os conteúdos e você terá ótimos agentes de mobilização. E como eu sempre digo, fará bons amigos de jornada.

Vamos juntos nessa?

Até mais!

Fonte: Literamorfose

Continue Reading

Dicas sobre credibilidade e profissionalismo

estante

A agente literária Alessandra Pires dá as algumas dicas para aqueles que desejam publicar um livro. “Antes de entregar uma obra para uma editora, tenha certeza que ela tem ótima qualidade conforme as exigências do mercado. Para isso, o melhor a fazer é uma leitura crítica. Tenha o cuidado de enviar o original às editoras que publicam a mesma temática/gênero de sua obra”.

E Aline Vieira alerta para as armadilhas. “Um livro é algo que tem uma vida longa e pode chegar às mãos das mais diversas pessoas. É importante que haja um compromisso com aquilo que se publica, principalmente no caso do interesse ser a promoção profissional”. Todo cuidado é pouco. Afinal, você não vai querer ser conhecido como um autor sem credibilidade.

Costumo aconselhar as pessoas a começarem com a redação de artigos, que são mais curtos, pontuais e fáceis de redigir.

Uma ótima aliada para os iniciantes é a internet. As maravilhas da tecnologia e do mundo globalizado podem levar a sua obra a qualquer lugar do mundo. Para a web não há fronteiras e ainda pode ser um caminho curto para obtenção de retorno dos leitores. “Costumo aconselhar as pessoas a começarem com a redação de artigos, que são mais curtos, pontuais e fáceis de redigir. Um bom espaço para essa prática é o blog, que pode ser criado – e de graça – por qualquer pessoa. Além de ser um ótimo meio de divulgação do trabalho do autor, o blog permite receber o feedback de quem lê os artigos, o que é fundamental para aperfeiçoar a técnica da escrita e perceber quais são os interesses das pessoas. Só o fato de ter um blog já pode trazer projeção e ótimos retornos para o autor… Então, depois de adquirir certa prática e amadurecer seu estilo pessoal de escrita, ele estará mais preparado para desenvolver um livro”, explica Regina Giannetti.

Iniciantes podem contar com diversos serviços

Os autores iniciantes podem contar uma série de serviços editoriais, oferecidos por empresas de consultoria. Se você está pensando em publicar uma obra, veja alguns pontos que podem deixá-la ainda mais atraente para o seu público:

Copydesk: É a revisão do texto. Deve cuidar da revisão gramatical, corrigindo erros de concordância e digitação.

Diagramação: É a formatação do layout das páginas e da capa. Inclui suas ilustrações e formato e combina arte e cores para que o resultado final agrade ao público.

Homologação: É o registro da obra junto à Fundação Biblioteca Nacional e obtenção do número ISBN.

Ghost writing: É um serviço voltado para pessoas que desejam escrever um livro, mas não têm tempo ou habilidade necessária para tal empreitada. Um escritor contratado (“ghost writer“) pode ajudá-lo a escrever e formatar o texto de um livro.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/dinheiro/dicas-para-autores/

Continue Reading